terça-feira, 26 de maio de 2009

corpototal 15: frio solar



(pintura de erich heckel, "reclining woman", 1907)


“Dai-me uma folha viva de erva, uma mulher.
Seus ombros beijarei, a pedra pequena
do sorriso de um momento.»

Herberto Helder

trago o musgo por toda a avenida do teu corpo
mulher correndo com os lírios, correndo
toda a noite, viva, fresca, para lá do céu
na mudança clara dos animais abertos e lindos
na imitação da natureza, havemos de voltar
no frio solar, vamos no decurso da centúria
seguinte, traz a crista que eu coloco, quase vernácula

no eco da palavra sorgo no período condal por
dentro das iluminuras onde se espelha o dom,
no território e seus recantos em degraus de musgo
manchas românticas levadas pela noite enevoadas
da rede social dos ossos, das artroses entre as pernas
pelos arbustos carnudos dos membros, musa surda

José Gil

1 comentário:

Rotiv disse...

Afinal é bom gosto pela pintura e poesia ;)
Abraços
http://bloteigas.blogspot.com/